Na peça “Perdoa-me por me traíres”, de 1957, Nelson Rodrigues contava a história de uma esposa empurrada para o adultério pelo ciúme doentio do marido. Esse tipo de justificativa – real ou imaginada – para relacionamentos extraconjugais parece encontrar eco na pesquisa da antropóloga Mirian Goldenberg, autora do livro “Por que os homens traem?”.

Segundo reportagem do “Jornal do Brasil”, Mirian ouviu 1.279 pessoas buscando entender o que motiva a traição por parte de homens e mulheres. Enquanto a esmagadora maioria das mulheres procurava atribuir a traição à insatisfação com o parceiro, os homens listavam entre os motivos para pular a cerca “vocação”, “instinto” e “atração física”. Para a antropóloga, “mesmo quando trai, a mulher continua se percebendo como vítima”.

Leia aqui a íntegra da reportagem e responda para a gente: Com base na pesquisa, o homem é mais safado que a mulher ou simplesmente mais honesto nas respostas à antropóloga?

Você já viveu uma história de infidelidade? Conte sua história – pode usar um nome fictício, nós entendemos.

Qual a grande diferença entre a infidelidade masculina e a feminina. Segundo uma pesquisa, a justificativa. Reportagem do “Jornal do Brasil”.

Tags:  , , ,