Dudu é um menino sabido e esperto. Aos 11 anos de idade, cursa a quinta série numa escola pública da Região Metropolitana do Recife. Mas poderia ser outra.

Dudu gosta de bater bola, de passear e de brincar na frente do computador. Diz que gosta de frequentar sites de jogos e ver montagens.

“Como assim, montagens?”

“Gosto de montagens, sabe não? Montagens de fotos, de vídeos… Vi outro dia uma montagem que era um cavalo de duas pernas. Parecia um homem correndo, muito legal. Não sei como eles fazem. Acho massa.”

Outra que chamou a atenção mostrava um cara com os caninos afiados e sangue escorrendo pela boca. “Era um vampiro escritinho. Chega dava medo. Vá por mim”.

Dudu diz que é um aluno ‘assim assim’. Pergunto como vai na escola.

“Difícil, visse? Sete professores… É difícil”.

“E de qual disciplina você gosta mais?”

“Nenhuma”

“Como de nenhuma? Nenhumazinha mesmo? Não tem nenhum professor legal?”

“Poxa, até tem, sabia? O professor de história. Todo mundo gosta do professor de história. É fera”.

Lembrei de um dos meus. Polonês naturalizado brasileiro, Marek Ekert. Conhecia a história pernambucana e brasileira como se fosse um dos organizadores da Batalha dos Guararapes. Contava os causos da antiguidade como se tivessem acontecido um dia desses. Falava da reforma protestante como se  fosse companheiro de farra de Martin Lutero.

Insisti.

“E o que é que ele tem de tão bom?”

“Ah, ele sempre faz brincadeiras, conta piadas. É massa”.

“Entendi. Ele ensina brincando…”

“Não, não. Ele não ensina muito não. Fica só brincando, tirando onda com a gente…”

“…”

“Mas o melhor é que ele dá dez pra todo mundo. Pede pra a gente copiar um texto e pronto. Dez pra todo mundo.”

“Pra todo mundo?”

“Geral. Semana passada mesmo ele mandou a gente escrever oito linhas sobre o que fez nas férias. Só escrevi três e ele me deu dez do mesmo jeito. Já pensasse?”

“Pensei…”

“Não tem como não gostar”.

“Então ele não está nem aí pra o que vocês fazem e dá dez pra todo mundo? E por isso ele é bom?”

“O melhor!”

Ou os motivos errados para gostar de uma aula ivan moraes filho

Ivan Moraes Filho é escrevedor e não tem opinião formada sobre tudo. E as que tem ainda pode mudar.

Tags:  , , , , , ,