Comunidade NING

Levar a pergunta “Por que a gente é assim?” para a televisão e a internet é importante, mas ela também deve chegar ao mundo real.

Para isso, cinco grupos de teatro na rua foram escolhidos em cidades de quatro das cinco regiões brasileiras: Rio e São Paulo (Sudeste), Brasília (Centro-Oeste), Passo Fundo – RS (Sul) e Fortaleza – CE (Nordeste). Cada um deles fará quatro apresentações em diferentes cidades de suas regiões.

O núcleo responsável pela coordenação do projeto de teatro de rua é composto por Julio Adrião (ator e produtor), e João Carlos Artigos (palhaço, produtor e diretor artístico do Teatro de Anônimo).

Os grupos contam com o NING, uma rede social restrita para compartilhar vivência e ideias, permitindo a cada um deles uma percepção global do projeto “Por que a gente é assim?” e a troca de experiências práticas das etapas de produção, como informações técnicas, questões sobre autorização de imagens e dicas de logística. Com essa ferramenta, é possível descobrir que a resposta para um problema insolúvel está a apenas um clique de distância.

Veja aqui quais são os grupos participantes do projeto:

  • Grupo Bagaceira de Teatro
    Fortaleza, CE


    Criado em 2000, exercendo atividades ininterruptas, o Grupo Bagaceira logo alcançou reconhecimento nacional pela sua pesquisa autoral. Com textos e direções próprias, o grupo lançou desafios no âmbito da construção cênica e dramatúrgica, o que resultou no adensamento de uma linguagem própria que vem sendo apresentada nos principais festivais e mostras de todo país, provocando uma reflexão sobre um novo olhar do que é produzido no nordeste. Com 10 espetáculos no currículum e mais de 20 esquetes, contabiliza mais de 500 apresentações. Hoje, no repertório de espetáculos figuram: LESADOS, O REALEJO, ENGODO, MEIRE LOVE, PORNOGRÁFICOS, o infantil TÁ NAMORANDO! TÁ NAMORANDO! e o recente IN CERTO, espetáculo comemorativo dos 10 anos.

    Bagaceira no YouTube

  • Circo Teatro Artetude
    Brasília, DF


    O circo teatro Artetude é um grupo que estuda e desenvolve tecnologia para espetáculos de rua. O grupo com 10 anos de existência, conta com 4 espetáculos no repertório: Brincadeiras de Circo, O Grande Circo dos Irmãos Saúde, Patralhões e Clownbaré. Viajam por todo o Brasil com uma estrutura montada em um ônibus, que possui som, picadeiro e ainda funciona como camarim e cenário.

    Diário de Bordo – Artetude

  • Timbre de Galo
    Passo Fundo, RS


    O Grupo de Teatro Timbre de Galo tem uma breve história, mas seus atores têm uma longa trajetória. Ao longo de dez anos os atores que compõem este grupo participaram de vários espetáculos, festivais e oficinas, rodando mais de um milhão de quilômetros em sete estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal. Atingindo um público estimado de 400.000 pessoas, o grupo de artistas que compõem o Timbre de Galo trabalhou junto no projeto Viramundos no período de 2000 a 2008, quando suas atividades foram suspensas.

    www.timbredegalo.com.br