Comunidade NING

Situações inusitadas, realidades que passam ao largo dos noticiários, faces de muitos Brasis.

Contar essas histórias e mostrar os valores que formam esse ser peculiar chamado brasileiro é a ideia que move o projeto “Por que a gente é assim?”, concebido como uma série de seis programas de 26 minutos. Cada um deles aborda um valor/tema – autoridade, consumo, educação, fé, preconceito e sexo – e conta com 18 documentários de cinco minutos cada, desenvolvidos por realizadores de todo o país.

Os realizadores contam com o NING, uma rede social restrita para compartilhar vivência e ideias, permitindo a cada um deles uma percepção global do projeto “Por que a gente é assim?” e a troca de experiências práticas das etapas de produção, como informações técnicas, questões sobre autorização de imagens e dicas de logística. Com essa ferramenta, é possível descobrir que a resposta para um problema insolúvel está a apenas um clique de distância.

A escolha dos projetos priorizou a forma como os realizadores estão pensando a linguagem cinematográfica/televisiva e refletindo sobre o mundo a seu redor. Conheça um pouco sobre cada um deles:

  • Ana Barbara Ramos
    João Pessoa, PB


    Formada em Comunicação Social pela UFPB. Participa do Las Luzineides coletivo audiovisual desde 1998, no qual realiza e produz vídeos, mostra de filmes e eventos culturais de caráter independente. Realizou os curtas ‘Sweet Karolynne’( 2009, doc, digital,melhor filme no CineEsquemaNovo e melhor curta do Júri Popular no Curta Cinema 2009) ‘Cabaceiras’ (2007, doc., 35mm, 15’, melhor curta do júri popular no CINEPE 2007) e ‘Desejo citrullus’ (2003, doc, vídeo, 1’, menção honrosa no X Festival Mundial do Minuto). Entre outros trabalhos, Ana exerce a função de Chefe de Divisão do Audiovisual da Fundação de Cultura da Cidade de João Pessoa/FUNJOPE.

  • Bruno Assis e Dani Franco
    Belém, PA


    Bruno Assis é fotógrafo profissional, graduado pela Universidade da Amazônia. Entre seus mais recentes trabalhos como diretor de fotografia estão o documentário “O Mundo de Célia” (2008) e a mini-série “Eva Faz de Conta” (2010). Dani Franco, jornalista graduada pela Universidade Federal do Pará, atua no mercado há cerca de 8 anos. Como produtora participou dos filmes em curta-metragem “De Assalto” (2010), “Origem dos Nomes” (2004) e “Matinta Pereira” (2003). Também foi repórter do Jornal Diário do Pará e da TV RBA (afiliada Band); e chefe de reportagem da TV Record. Além de produtora, atualmente trabalha como assessora de imprensa nas áreas de educação, saúde e cultura em Belém.

  • Corposinalizante
    São Paulo, SP


    Corposinalizante é um grupo de jovens artistas e educadores, surdos e ouvintes, formado em São Paulo em 2008. Considerando a dimensão pública da arte, atuamos em rede com diversos dispositivos culturais e buscamos a promoção de políticas públicas em prol da Comunidade Surda. Nossas frentes de atuação são: formação de educadores em museus na Língua Brasileira de Sinais, encontros com artistas, realização de documentários, intervenções poéticas e performances.
    Veja mais de Corposinalizante

  • Gustavo Beck, Ernesto Gougain e David Pacheco
    Rio de Janeiro, RJ


    Gustavo Beck, Ernesto Gougain e David Pacheco são cineastas. Vivem e trabalham no Rio de Janeiro ou onde possam fazer seus filmes.

  • Kleber Bechara
    Novo Airão, AM


    Natural de São Paulo, cursou a Escola Superior de Propaganda e Marketing. Foi o responsável pelas tecnologias de internet da recém-chegada Apple Computer Brasil, em 1996, fundando sua própria agencia digital em 1997, a Media Maker Comunicação Interativa. Leciona na Escola PanAmerciana de Arte e começa a realizar seus primeiros trabalhos autorais audiovisuais.
    Em 2002, muda-se para o norte do país, radicando-se em Novo Airão (AM), onde funda a Expedição Katerre Ecoturismo, operadora de cruzeiros fluviais pelo Rio Negro. Neste meio tempo, realiza alguns documentários audiovisuais na região.

  • Luiz Ferraz Guilherme Aguilar
    São Paulo, SP


    Luiz Ferraz desenvolve e dirige projetos audiovisuais, participando de dezenas de filmes publicitários, 2 longa-metragens, 3 séries para TV e mais de 15 documentários, onde também desempenhou funções em outras áreas e atualmente dirige sua produtora, a Olé Produções. Já o Guilherme Aguliar é roteirista e diretor e realizou projetos tanto conteúdo televisivo quanto para cinema, séries e internet. Já trabalhou como finalizador de diversos filmes publicitários e entretenimento.
    Veja mais de Olé Produções

  • Marcos Pimentel
    Belo Horizonte, MG


    Documentarista formado pela Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de los Baños (EICTV – Cuba) e especializado em Cinema Documentário pela Filmakademie Baden-Württemberg, na Alemanha.
    Também é graduado, no Brasil, em Comunicação Social (UFJF) e Psicologia (CES-JF). Diretor, roteirista e produtor independente, realizou documentários em cinema (35mm e 16mm), vídeo e televisão, que ganharam 72 prêmios por festivais nacionais e internacionais.
    Veja mais de Tempero Filmes

  • Thiago Bríglia
    Boa Vista, RR


    Thiago Briglia, 27 anos, é jornalista e documentarista roraimense. Venceu o edital Doctv do Ministério da Cultura em duas edições, realizando os documentários Nas trilhas de Makunaima (2007) e Roraimeira (2009), com 52 minutos cada. Os filmes participaram de festivais nacionais e foram exibidos em rede nacional, através da TV Brasil, TV Cultura e Sesc TV. É membro do Fórum Permanente de Cultura do estado de Roraima e atualmente, estuda Direção Cinematográfica na Academia Internacional de Cinema em São Paulo.

  • Ythallo Rodrigues
    Fortaleza, CE


    Ythallo Rodrigues (argumento, produção, direção e edição), realizador cearense. Formado pela primeira turma da Escola de Audiovisual de Fortaleza, sendo atualmente membro do coletivo Alumbramento, tendo realizado diversos curtas nos últimos anos.

  • Alexandre R Garcia, Christopher Faust, Evandro Scorsin, Nikola Matevski e Wellington Sari
    Curitiba, PR


    A produtora O QUADRO surge em Curitiba no ano de 2010 com a associação de Alexandre Rafael Garcia, Christopher Faust, Evandro Scorsin, Nikola Matevski e Wellington Sari, reunindo experiência na produção de curtas metragens como “Garoto Barba”, “Memória a dois”, “Pastoreio”, “Romance Edmottês”, e no trabalho com escrita, educação e difusão cinematográfica – site “Pé em Quadro”, projeto “A Experiência do Olhar”, programação audiovisual do SESC/Paço da Liberdade, Festival PUTZ e parcerias com a Cinemateca de Curitiba.

  • Avante Filmes
    Porto Alegre, RS


    A Avante Filmes é uma produtora gaúcha, composta por ex-colegas do curso de produção audiovisual da PUC-RS. Seus integrantes foram agraciados em diversos editais, festivais e premiações, além de atuarem na produção de festivais de cinema e júris em mostras competitivas. Em seu primeiro ano, seus filmes já foram selecionados para dezenas de festivais, produziu um festival nacional de cinema, concluiu três curtas-metragens e realizou uma campanha publicitária eleitoral. E esse é só o começo.
    Veja mais de Avante Filmes

  • Bruno Carvalho
    Porto Alegre, RS



    Formado em Produção Audiovisual pela PUCRS, Bruno Carvalho vem trabalhando com montagem para profissionais reconhecidos, tais como Carlos Gerbase, Guilherme Castro, Ana Luiza Azevedo e Márcio Schoenardie. Como diretor fez três filmes para a RBS TV (afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul), filmes esses que foram exibidos em diversos festivais pelo Brasil.

  • Diogo Noventa
    São Paulo, SP


    Diogo Noventa dirigiu pela Companhia Estudo de Cena os vídeos Estudo de cena: o capital e a religião (34′-2006); Narrativas da Sé (20′-2008); Estudo de cena: a república (50′ – 2009) e FULERO CIRCO (50′ – 2010). Em 2008 dirigiu o programa Ensaio sobre a crise para a TV Brasil.

  • Ines Linke e Louise Ganz
    São João Del Rey e Belo Horizonte, MG


    Ines Linke é artista visual, cenógrafa e professora universitária e Louise Ganz é artista visual, arquiteta e professora universitária. Ambas doutorandas em Artes Plásticas. Hoje possuem a agência Thislandyourland, onde desenvolvem trabalhos que relacionam paisagem, terras, arte, propriedade e uso. Vivem e trabalham em São João del Rey e Belo Horizonte respectivamente.

  • Cavi Borges e Leonardo Kopke
    Rio de Janeiro, RJ


    Cavi Borges se formou em Economia. Leonardo Kopke se formou em Publicidade. Depois, numa segunda graduação, se conheceram numa faculdade de Cinema. Cavi, agitador cultural nato, na época segmentava sua locadora de vídeos, criando a Cavídeo Produções. Kopke aproveitou o momento para tirar do papel o projeto de um documentário seu, e que veio a ser o primeiro curta-metragem premiado da produtora. A Grande Comissão é o segundo trabalho no qual dividem a direção.
    Veja mais de Cavi e Leonardo

  • Luiz Marchetti
    Cuiabá, MT


    Luiz Marchetti é cineasta formado em Belas Artes; FILM AND VIDEO pela Saint Martins de Londres onde lecionou Film Studies, com mestrado em Design em Arte Midia pela Universidade de Westminster e recebeu premiações do Arts and Humanities Research Board da Inglaterra. Marchetti trabalha com vídeos e filmes em película com projetos da Unesco, de diversas emissoras para tv e galerias. Vive e trabalha em Cuiabá, Mato Grosso.
    Veja mais de Luiz Marchetti

  • Sérgio Borges
    Belo Horizonte, MG


    Sérgio cria obras audiovisuais desde 1996. Seus filmes e vídeos participaram e foram premiados em diversos festivais nacionais e internacionais dos quais destacam-se: 60º Film Festival Locarno, Suíça; 12º Miami Internacional Film Festival, EUA; 7º Encounters, Bristol, Inglaterra; 28º and 30º Mostra Internacional de Cinema de São Paulo; Festival de Nuevo Cine Latinoamericano de Havana, Cuba.
    Foi premiado com o curta Silêncio como melhor filme de diretor estreante no 9º Festival Luso-Brasileiro de cinema de Santa Maria da Feira, Portugal; com o média Mira no Festival É Tudo Verdade, São Paulo, com o prêmio aquisição DirecTV; É um dos sócios-fundadores da TEIA e presidente da Associação TEIA. Finaliza seu primeiro longa-metragem, Por Sobre os Ombros.

  • Valentina Homem
    Rio de Janeiro, RJ


    Valentina Homem é formada em jornalismo e trabalha com documentário desde 2000. Atua como assistente de direção e produtora em diversas produções nacionais e internacionais.
    Como diretora realizou, entre outros, A Vó – melhor autor iberoamericano no festival Zemos98 – Landscaping e Com uma Câmera, todos exibidos em diversos festivais internacionais.